quinta-feira, janeiro 08, 2009

Novo presidente da Emasa tem projetos para ampliar o abastecimento em Itabuna

A Emasa (Empresa Municipal da Água e Saneamento) tem um novo presidente, o engenheiro civil Alfredo Oliveira Melo, nomeado na manhã desta quarta-feira, 7, através do Conselho Diretor da empresa, sob a presidência do técnico Fernando Gomes Vita. Tão logo assumiu o cargo, Alfredo já anunciou novas ações que visam a melhoria e ampliação no abastecimento de água em Itabuna.

Ele reconhece que a questão da água no município é um problema sério, ao reconhecer que em Itabuna existem cerca de 10 mil famílias que enfrentam sérias dificuldades de abastecimento, embora 94% das casas tenham acesso à rede de distribuição.

Melo informa ainda que a cidade tem atualmente uma produção de apenas 600 litros por segundo, mas com uma demanda de consumo superior a 1.000 litros por segundo, que precisa ser atendida.
Ele lembra que já existe um convênio no valor de R$ 36,7 milhões assinado desde o final de dezembro de 2007 pelo ex-prefeito Fernando Gomes e a Caixa Econômica Federal para a execução de obras visando a ampliação do sistema de abastecimento de água. Mas desse total, foram liberados até o momento R$ 9,5 milhões que foram utilizados na construção da adutora ligando Nova Ferradas à nova estação do São Lourenço. A Prefeitura também entra com uma contra partida de 10% sobre o valor investido.
O novo presidente da Emasa, Alfredo Oliveira Melo tem 49 anos de idade, casado, é engenheiro Civil, ambientalista, diretor presidente do PV em Itabuna e já é técnico concursado da Emasa. Ele também tem um projeto para despoluição do Rio Cachoeira.
Nova diretoria da Emasa: Alfredo Oliveira Melo – Presidente; Jucelino Azevedo Leal - Diretor financeiro; Marcos Vinicius Menezes Habib - Diretor técnico; Messias Pires Maciel - Diretor administrativo (Fonte: Ascom da Prefeitura de Itabuna)